Palestras de Jose Díez na Scientiae Studia e UFABC – 17/04 e 18/04

17/04/2017 – Associação Scientiae Studia

Title: A Syncretic, Pragmatist Account of Scientific Representation

Abstract: In this talk I defend a syncretic account of scientific representation that makes essential use of both structural and functional elements put together using some Tractarian ideas adequately pragmatized.

Local: Associação Filosófica Scientiae Studia de Estudos sobre Ciência e Tecnologia – R. Dr. Cícero de Alencar, 131, Butantã, São Paulo – SP. Telefone: (11)3726-4435. E-mail: secretaria@scientiaestudia.org.br

Horário: das 14h00 às 16h00

18/04/2017 – UFABC

Título: La explicación científica: un modelo neohempeliano

Resumen: En esta charla defiendo un análsis de la explicación científica modificando el inferencialismo hempeliano clásico con nuevas condiciones que permiten dar respuesta tanto a las objeciones clásicas al modelo de Hempel como a los retos presentados por los modelos causalistas y unificacionistas posteriores.

Local: Universidade Federal do ABC – Campus SBC – Alameda da Universidade, s/n, Bairro Anchieta, São Bernardo do Campo – SP. Telefone: (11)2320-6000.

Horário: das 14h00 às 16h00

Página de TCFC II (2016)

Já está no ar a página da minha disciplina de Teoria do Conhecimento e Filosofia da Ciência II (FLF 0369 – 2016 – diurno/noturno), com todos os textos básicos, e vários dos textos complementares e suplementares. O endereço é:

https://sites.google.com/site/filosofiadacienciausp/home/tcfc-ii-2016

Slides sobre estrutura das teorias científicas

Estão disponíveis na página da disciplina de Teoria do Conhecimento e Filosofia da Ciência I (Diurno) os slides (primeira parte) sobre a estrutura das teorias científicas segundo a concepção standard.  Este material corresponde a grande parte do Capítulo 8 de Díez & Moulines, Fundamentos de filosofía de la ciencia — incluindo, em particular, a Seção 2 sobre modelos. Notem que os slides complementam, porém de modo nenhum substituem, as aulas expositivas nem tampouco a leitura do referido capítulo. Há aspectos em cada um destes recursos — i.e. aula, texto, slides — que lhes são próprios, não estando necessariamente presentes nos outros.